Arquivo de Tag | chão

Te amo…simples assim.

Eu te amo mesmo assim im(possível),  in(acessível)…pois tudo é realidade em meu coração.

Te amo  em linhas, rimas, te amo em semente e grão que planto e rego à espera de que brote no solo de teu coração.

Te amo  em meus momentos de loucura quando pareço inconsequente, quando agito as marés com minha força de Lua em fases.

Te amo nos dias ensolarados onde meu sorrir ilumina, e nos nublados quando o abraço se faz necessário para aquecer.

Te amo quando levanto meus olhos às estrelas e tenho a certeza que de onde elas estão, elas podem te ver, mas eu não.

Te amo pelo que vi, pelo que senti, pelo que ouvi. E amo ainda mais pelo que desejo desvendar no momento do encontro de nossos olhares.

Te amo nos meus sonhos, onde posso então beijar-te, te amo entre lençóis onde a saudade me consola, pois me lembra que existes dentro de mim.

Te amo na loucura, e mais ainda na lucidez, te amo mesmo enquanto me respaldo em um talvez.

Te amo pelo tempo, pelo céu e pelo chão, te amo pela vida, te amo sem medida.

Te amo até mesmo quando penso que não te amo, porque quando penso que não te amo dói. E então desisto da dor.

Te amo, mas tanto, que se não me amares,  saberei que se assim for feliz é o que realmente importa. Te amo livre, gaivota.

Te amo em desbravo do meu coração, que em alarde implora percorrer este chão, chegar bem perto sem que percebas, apenas olhar-te já me extasiaria.

Saber ao certo o tom de tua pele, o nuance da cor de tua íris, o formato de teus lábios e como  sorri.

Tentaria sentir teu cheiro de longe, imaginaria teu gosto em meu paladar, não cansaria de te olhar…apenas olhar.

Te amo mesmo sem tocar-te , porque não te ter não é empecilho para amar-te. Porque é assim que te sinto, nas palavras perdidas em mim.

Te amo nas vezes que duvido e então volto atrás, porque não quero acreditar que não me queiras nem um pouco, meu coração se recusa.

Te amo além da distância e do tempo, além da força das circunstâncias,  além de tudo o que é princípio, de tudo o que é fim.

E como Lua que sou, me contento com tua luz de Sol distante, que raia em meus dias nublados por vezes me salvando da escuridão.

Ver-te sorrindo seria a mim, o mais belo vislumbre do mais belo pôr do Sol. Se olhasses em minha direção, me sentiria iluminada, aquecida.

Porque te amo sem direção e sem dimensão. Te amo em quimera, te amo em espera.

Te amo infinito, quando entendo e acredito, te amo porque és como és, te amo quando lembro e quando me esqueço também.

Te amo enquanto as palavras não são suficientes, te amo com esperança abrangente, ontem, hoje e eternamente.

*

Enluarada

*

Quando minha vida parecia errada, você conquistou o meu amor…eu estarei aqui, enquanto houver esperança, eu só queria estar perto de você esta noite, contudo estarei procurando por você, mesmo que você esteja em algum outro lugar, meu amor irá como um pássaro em seu caminho de volta para casa… só quero que você saiba que eu posso esperar eternamente, se você quiser, eu sei que vale a pena isso tudo... I can wait forever – Air Supply

Amor céu, infinito.

Fostes meu céu,

quando eu não tinha mais chão,

e então pude voar.

Como é possível não te amar?

Amo tão intensamente que o que sinto

está a ponto de explodir em estrelas

que brilharão no infinito

quase palpável de meu coração.

Coração a céu aberto,

estrelas convertidas em palavras.

Palavras que tomam vida

e andam pelos caminhos

que eu ainda não posso trilhar.

Palavras que são mais do que verdade,

além de minha sanidade.

Descrições do que significas,

loucas alusões

ao meu amor nada figurativo.

És o certo que me conforta,

a dúvida que me enlouquece,

o meu crer, o esperar, o rir e o chorar.

És minha calma,

reconfortante ao te lembrar

e minha ira torturante

ao saber que tudo simplesmente

escorre pelos vãos de minha vida.

És meus sonhos em sono tranquilo

e também o que não me deixa dormir

quando sufocada por tua falta.

És o que escrevo, o que descrevo,

a insistência do meu coração,

minha paz, minha razão.

E agora, és nesse momento,

meu desejo de escrever poesias infinitas,

tão infinitas quanto o céu,

esse que a mim fostes,

quando me fizestes sentir

que estava pronta para voar.

*

Enluarada

*

“Encontre-me na metade do caminho,  através do céu, fora de onde o mundo pertence a somente você e eu…”  ( Kenny Loggins – Meet Me Half Way )

As palavras são imortais.

Em meu peito meu coração bate louco. Tento encontrar-me, mas não consigo, perco-me.

É que na verdade não estou aqui. Porque estou aí, amando-te.

E presa em lembranças doces, flutuo até ti e as palavras fluem de dentro de mim.Por isso escrevo.

Escrevo sobre a saudade que sinto de sua graça e docilidade, saudade de suas frases sempre tão certas, de suas palavras tão afáveis, de sua voz a mim necessária.

Saudade da sua risada gostosa, de seu jeito de pedir-me as coisas, de fazer-me ceder.

Saudade de como me fazes rir e também chorar lágrimas de emoção.

De como revirastes meu íntimo despertando meu desejo.

Como encontrastes no fundo de meu eu os mais doces sentimentos, e fez-me sentir mais mulher, mais humana.

Reacendi, me descobri. Reencontrei meu chão, meu capricho, minha alegria e inspiração.

Tocou-me fundo sem querer, e agora meu coração está feliz. Meu mundo voltou a girar, minhas imagens tomaram cor.

Surgiu qual anjo em meu caminho, como que caindo em um lugar improvável, é certo. Mas ainda assim acalentou-me com suas asas e curou-me.

Estava em um abismo e sem querer encontraste-me, estendeu a mão e puxou-me.

Ao mesmo tempo enlouqueceu-me em uma estranha e gostosa insanidade que faz bagunça dentro de mim arrebatando meu coração.

Mesmo distante, a solidão não me aflige, pois não me sinto mais só. Carrego suas palavras em meu coração. E quando enfrento tempestades tem sido mais fácil me reerguer.

Dizem que as palavras tem um grande poder e as suas, a mim se tornaram imortais. Marcaram em meu coração, tomaram os meus pensamentos. Trouxeram-me esperança. E agora é com carinho e ternura que constantemente me lembro de ti.

Queria poder lhe dar o mundo, mas tenho apenas meu universo atravancado. Meu coração, este eu não lhe dou. Não posso lhe dar o que já possui.

Então, a mim, resta esperar o tempo passar enquanto sonho com o momento em que poderei entregar-lhe o que conquistaste por mérito: todo meu amor.

*

Enluarada

*

Ao som de  Bee Gees – Words Jota Quest – Palavras de um futuro bom.