Arquivo de Tag | brisa

A dama das paisagens.

Inconstância…

Assim que o Sol leva o calor em queda livre no infinito do horizonte, sentada estou a observar um tudo feito de nada que se mantenha inerte. Rosas brancas dançam quais bailarinas esvoaçando saias de tule e cetim, ao som do vento lírico, rodopiando enquanto a brisa canta e espalha o perfume nas camadas coloridas do crepúsculo.

Tudo muda…

O verde do tapete gramado,
vira prata acinzentado,
eis a luz do meu luar.
Os olhos de um ingênuo e indomado
coração em peito alado,
são como céu a desaguar.
As linhas do cabelo trançado,
deslizam qual mar revoltado,
nos bancos de areia do amar.

Nada permanece tão igual…

A noite é filme inacabado, e eu sou desejo infundado, sonho inventado, delírios e devaneios que me salvam nessas paisagens inconstantes.
O despertar vem me avisar que são apenas breves encontros, mas os mais reais possíveis, no plano paralelo do sonhar…porém, são apenas breves encontros. Na manhã que respira a vida, o adeus já foi dito várias vezes, o querer se tornou vício. Vou lá pra mais um pouco de viver lindo. Vou lá, pois quem me visita nas flores ao vento, nas noites e nos sonhos de luz, avista em meus olhos infinitas e mutantes paisagens.

*

Enluarada

*

“Nada dura para sempre. Nem mesmo a fria chuva de novembro…”

 

Anúncios

Olhos da alma.

Enxergo-te com os olhos da alma. Há muito tempo que para mim tu és muito mais do que os lábios que desejo e o corpo que anseio junto ao meu. Perfeita essência de amizade, o dom da verdade que imortaliza o amor em meu coração.

É canção da brisa suave que traz longínquos segredos que me revelam o puro querer, é meu doce carinho que aguarda poder voar e pousar no teu ninho. São estrelas que brincam de brilhar como se fossem migalhas de luz conduzindo-me no caminho ao teu encontro, é o chão de céu que me faz enluarada quando penso no teu raiar de sol.

Raiar que me clareia e incendeia meus sentimentos, lume de emoções atiçando essa ânsia quase que inconsciente, inconsequente, espontânea. Sinto-te com o sentir mais profundo, sem ter explicações nem porquês. Apenas sinto-te perto mesmo estando longe, como a senda clara da lua riscando o mar feito giz luminoso, como se fosse um beijo ardente no momento em que o horizonte toca o oceano.

Quero-te como o pulsar de minhas veias que me mantêm viva, como o ar que me rodeia e traz perfumes que me fazem te imaginar. Encontro razões lúcidas ao mesmo tempo em que mergulho em sonhos mágicos, entrelaço meus dedos nas mãos do tempo e puxo com afinco desejando ser atendida: vem! Traga-me a alegria de teu olhar e sorriso, deixe que eu me perca no teu paraíso, faça de mim teu oásis se houver deserto perto, faça-me teu leito e descanse na paz que quero te dar.

Assim como o infinito existe e não se vê, e nele cabe tanto quanto o universo puder fluir, assim é a dimensão de minha esperança baseada nessa entrega. Dela não posso fugir estando rodeada por esse espaço onde tudo me lembra você.

*

Enluarada

*

“És vertente de palavras formando um lago de emoções, tomando minha existência com tudo o que eu sempre quis sentir.”

Queria-te.

Hoje acordei poesia calma,

Lembrando flores e respirando a brisa.

Queria-te brisa,

Dentro de mim fazendo amor.

Queria-te vento,

Soprando e enroscando em meus cabelos.

Queria-te aqui,

Perdido de leve em meu olhar.

Hoje amanheci melodia suave,

Recordando que sou essência de puro sentimento.

Queria-te música,

Aos meus ouvidos sussurrando teu som.

Queria-te toque,

Se espalhando por mim com teu dom.

Queria-te livre,

Viajando nas constelações do meu existir.

Hoje surgi no dia coração liberto,

Sabendo que não sou mais deserto.

Queria-te perto,

Me fazendo sentir teus lábios.

Queria-te prova,

Para não me arrepender depois de ter certeza.

Queria-te sonho,

Para te ter mais nas noites.

Hoje raiei conformada esperança,

Menina e mulher de alma que sabe amar.

Queria-te real,

Quando um dia saberei o que é a verdade.

Queria-te ao meu redor,

Para aproveitar-te intensamente.

Queria-te agora,

Mas sei que agora é cedo.

Hoje ressurgi compreensão,

Sou pássaro e flor, sou um coração sem dono,

A força do amor que um dia será,

Quando na verdade em mim já é.

Queria-te no tempo, no infinito…

como te quis ontem, hoje e sempre.

Queria-te.

*

Enluarada

*

“…e quanto mais eu sinto falta de você, mais vocês está no centro de meus pensamentos…com tua voz a alegria dentro de mim faz moradia, …eu te vejo em outros olhos, eu te procuro quando você não está lá, em meus lábios eu sinto a vontade que eu tenho de você…se olhar no céu eu sinto que você sempre estará inapagável enfim…inapagável você é em minhas respirações, em meus dias…inapagável em mim.”

Incancelabille – Laura Pausini.