A Lua.

Surpreso fico ante a Lua…
serenata composta, que sorri.
Uivo pra ela, encantado,
vivo quando digo o que vivi.
Ela Lua que sempre iluminou,
no caminho perdeu o coração,
voltada ao Sol, brilho cego.
Amou e se fez linda com emoção.
Ah…a Lua se mostrou,
como é linda, sorridente essa magia.
Uma menina, encantada de beleza,
uma felina, vivenciada em carícias.
Sofre e beija minha Lua,
acalenta tantos anjos que a cantam,
beija a vida e inspira corações,
Volta sempre que meus versos te acalentam.

*

Por  Gente Fina –  num inspirado momento via msn…muito obrigada por tua doce colaboração!

*

Luna – de Alessandro Safina, uma música da qual me lembrei ao ler esse poema.

Anúncios

Um pensamento sobre “A Lua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s